Calças de trabalho

Ref.: KF668
PDFImpressãoEmail

116,99 €
Calça fecho com botões de pressão dissimulados
Descrição

Calça.
Fecho com botões de pressão dissimulados.
Ajuste lateral com elásticos na cintura.
4 Bolsos sendo 1 sobre a coxa.

Composição:
60% Modacrilica, 37% Algodão,  3% Fibra Anti-Estáctica

Gramagem:
250 g/m²

Certificações/Normas:

DIRETIVA EPI 89/686/CEE

EN340:2003 Exigências gerais
Norma de referência, não podendo ser utilizada só, mas unicamente em associação com uma outra norma apresentando exigências relativas ao desempenho de protecção.Esta norma especifica as exigências gerais de desempenho relativas à ergonomia, à inocuidade, aos tamanhos, durabilidade, envelhecimento, compatibilidade e marcação do vestuário de protecção bem como informações fornecidas pelo fabricante com o vestuário de protecção.
Requisitos de desempenho para vestuário de protecção aos químicos que oferecem protecção limitada contra os químicos líquidos (equipamento tipo 6)

EN13034:2005+A1:2009 Requisitos de desempenho para vestuário de protecção aos químicos que oferecem protecção limitada contra os químicos líquidos (equipamento tipo 6)
TIPO 6 Protecção limitada contra os produtos químicos líquidos Tipo 6
Vestuário de protecção — Vestuário de protecção contra o calor e a chama

EN ISO 11612:2008 Vestuário de protecção — Vestuário de protecção contra o calor e a chama
A1 Propagação da chama limitada (de A1 a A2, X=não testado)
B1 Calor convectivo (de B1 a B3, X=não testado)
C1 Calor radiante (de C1 a C4, X=não testado)
X Projecções de alumínio em fusão (marcação entre D1 e D3, X= não testado)
E1 Projecção de fonte em fusão (de E1 a E3, X=não testado)
F1 Calor de contacto (de F1 a F3, X=não testado)
Protecção contra o calor e as chamas.

Estas normas especificam os requisitos de desempenhos dos materiais e dos vestuários de protecção contra o calor e as chamas.
São aplicadas para os artigos de vestuários fabricados com materiais flexíveis, concebidos para proteger o corpo humano, excepto as mãos, contra o calor e/ou a chama.
São testados:
Propriedades electrostáticas - Parte 5: Desempenho do material e requisitos de concepção

EN1149-5:2008 Propriedades electrostáticas - Parte 5: Desempenho do material e requisitos de concepção
t500.2 t500.2 segundo o método 2 (carga por indução) da EN1149-3
Esta norma europeia especifica os requisitos relativos aos materiais e à concepção da roupa de protecção com dissipação electroestática utilizada para completar um sistema de colocação à terra com vista a impedir as descargas incendiárias.
CUIDADO :
estes requisitos podem revelar-se insuficientes em ambientes inflamáveis enriquecidos em oxigénio.
Esta norma não se aplica à protecção contra as tensões da rede.

O controlo da electricidade estática indesejável nas pessoas é frequentemente necessário.

O potencial electroestático pode ter, na realidade, graves consequências no pessoal com carga, uma vez que pode ser suficientemente elevado para gerar faíscas de descargas perigosas.

Após uma avaliação dos riscos, o uso de roupa de protecção com dissipação eléctrica pode revelar-se necessário. A utilização de roupas certificadas em conformidade com a norma EN1149-5 é então adequada.

A directiva ATEX 1999/92/CE, no seu Anexo II-A-2.3 pede, nesse sentido, que os trabalhadores sejam equipados com roupa de trabalho constituída por materiais que não produzem descargas electroestáticas, passíveis de inflamar-se em ambientes explosivos.

O potencial electroestático pode, deste modo, ter consequências sobre os materiais sensíveis às descargas eléctricas.
Neste sentido, as roupas antiestáticas são frequentemente utilizadas em locais de fabricação electrónica, montagem de semi-condutores, por exemplo. Por último, são utilizadas em locais com ambiente controlado, como ateliers de pintura automóvel, com vista a evitar a emissão de partículas que podem depositar-se na pintura das carroçarias.

A dissipação da carga anti-estática pode ser levada por um tratamento que limite a formação de cargas, ou acrescentando fios de carbono ou metálicos. As pessoas que usarem roupas de protecção com dissipação de cargas electroestáticas devem imperativamente ser ligadas à terra com uma resistência inferior à 10⁸ Ω, por exemplo, tendo calçado adequado, como sapatos de segurança indicados na norma EN ISSO 20345, ou qualquer outro meio adequado.

Informação adicional

Preço indicado para encomendas até 5 unidades.
Preço sob consulta para encomendas superiores a 5 unidades.
Os preços dos artigos não têm IVA, personalização ou portes de envio.
Para mais informações, contacte-nos.